O suicídio: um problema (também) filosófico

Luizir de Oliveira

Resumo


Neste texto, procuro abordar o problema do suicídio a partir de uma leitura sob um viés filosófico-psicológico. Primeiramente, ofereço alguns aportes acerca do problema da morte voluntária estabelecendo um grande arco de reflexão que vai de Platão a Schopenhauer. Num segundo momento, aduzo as contribuições de Shneidman e Frankl, os quais, sob um prisma analítico-comportamental, procuram responder à grande pergunta acerca do sentido da vida e de como a falta dele pode levar a uma crise suicida. Remeto também, ainda que de modo bem pontual, às contribuições de Botega acerca do problema do suicídio no Brasil. Por fim, ofereço algumas considerações que podem ampliar o debate sobre o problema do suicídio, uma temática que permanece silenciosa em grande parte das discussões acadêmicas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 ISSN 2175-2834