Entre a maldade e a bondade: um estudo sobre a moralidade a partir de “Os miseráveis”

Lina Schlachter

Resumo


O presente artigo tem como objetivo refletir sobre o conceito de moralidade em Winnicott a partir dos personagens Jean Valjean e Javert do livro “Os miseráveis”, de Victor Hugo. Jean Valjean, diante do desemprego e da fome de sua família, roubou um pão e foi preso por dezenove anos, pena agravada por quatro tentativas de fuga. Javert, um policial absoluto e intolerante que acompanhava Jean Valjean no presídio, encontrou o detento nas ruas e deu início a uma história de ataques, fugas, culpas, gestos de reparação e perdões. Sugere-se que o personagem Jean Valjean apresenta uma moralidade verdadeira, em que há uma preocupação com o outro, e Javert uma moralidade falsa, em que há uma cisão entre certo e errado. No mais, discute-se os efeitos dos dois tipos de moralidade na contemporaneidade.

Texto completo:

PDF

Referências


Freud, S. (1996). Totem e tabu. In: Freud, S. Obras psicológicas completas de Sigmund Freud: edição standard brasileira. v.13. Rio de Janeiro: Imago. (Trabalho original publicado em 1913)

Hugo, V.. (2014). Os miseráveis: texto integral. São Paulo: Editora Martin Claret. (Trabalho original publicado em 1862)

Winnicott, C. (1989) DWW: a reflection. In Winnicott, D., Psycho-analytic explorations. Cambridge: Harvard University Press, 1989.

Winnicott, D. (1954-5) A posição depressiva no desenvolvimento emocional normal. In Winnicott, D., Da pediatria à psicanálise: obras escolhidas. Rio de Janeiro: Imago, 2000.

______. (1963a) Moral e educação. In Winnicott, D., O ambiente e os processos de maturação: estudos sobre a teoria do desenvolvimento emocional. Porto Alegre: Artmed, 2008.

______. (1963b) O desenvolvimento da capacidade de se preocupar. In Winnicott, D., O ambiente e os processos de maturação: estudos sobre a teoria do desenvolvimento emocional. Porto Alegre: Artmed, 2008.

______. (1963) O valor da depressão. In Winnicott, D., Tudo começa em casa. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

______. (1966) A ausência de um sentimento de culpa. In Winnicott, D., Privação e delinquência. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012.

______. (1990). Natureza Humana. Rio de Janeiro: Imago.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 ISSN 2175-2834