Freud e o sintoma nas Conferências introdutórias: algumas considerações

Luiz Diego Sacramento do Carmo, Wilson Camilo Chaves

Resumo


este artigo objetiva reunir alguns aspectos trazidos por Freud nas conferências introdutórias sobre a psicanálise para serem articulados com alguns aspectos de outros momentos da teoria psicanalítica. A partir disso, apresentaremos como norteamento o levantamento de algumas considerações sobre a noção de sintoma presente em duas conferências: O sentido dos sintomas e Os caminhos da formação dos sintomas. Nestas, o sintoma como portador de um sentido singular e inconsciente a ser interpretado e a dimensão de satisfação libidinal presente no sintoma serão aspectos fundamentais para nos conduzirmos nesse trabalho. Destacamos, ainda, que a metodologia consiste em um trabalho teórico pautado pela articulação de conceitos psicanalíticos com o intuito de retirar contribuições frutíferas dessa articulação. A partir disso, pretendemos demonstrar o caráter essencial dessas duas conferências para o estudo da noção de sintoma em psicanálise na atualidade. Assim, faremos, também, uma breve articulação com o os chamados “novos sintomas”, como as toxicomanias, tão comuns na clínica atual.

Texto completo:

PDF

Referências


Castro, J. E. (2011). O lugar do psicanalista e o sintoma como fonte de mal-estar. Cógito, 12, 64-68. Recuperado em 28 de novembro de 2017, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-94792011000100013&lng=pt&tlng=pt.

Coutinho Jorge, M. A. (2010). Fundamentos da psicanálise de Freud a Lacan, vol 2: a clínica da fantasia. Rio de Janeiro: Zahar.

Freud, S. (1981). El mecanismo psíquico de los fenómenos histéricos In S. Freud. Obras completas. Vol. 1. Madrid: Biblioteca Nueva. (Obra original publicada em 1893).

Freud, S. (1992). Tres ensayos de teoría sexual. In S. Freud. Obras completas. Vol. 7. Buenos Aires: Amorrortu Editores. (Obra original publicada em 1908).

Freud, S. (1992). La perturbación psicógena de la visión según el psicoanálisis. In S. Freud; Obras completas. Vol. 11. Buenos Aires: Amorrortu Editores. (Obra original publicada em 1910).

Freud, S. (2004). Formulações sobre os dois princípios do acontecer psíquico. In S. Freud. Obras psicológicas de Sigmund Freud Escritos sobre a psicologia do inconsciente. Vol. 1. Rio de janeiro: Imago. (Obra original publicada em 1911).

Freud S. (1992a). Introducción del narcisismo. In S. Freud. Obras completas. Vol. 14. Buenos Aires: Amorrortu Editores. (Obra original publicada em 1914).

Freud, S. (1992b). Pulsiones e destinos del pulsión. In S. Freud. Obras completas. Vol. 14. Buenos Aires: Amorrortu Editores. (Obra original publicada em 1914).

Freud, S. (1992a). 17ª conferencia. El sentido de los síntomas. In S. Freud. Obras completas. Vol. 13. Buenos Aires: Amorrortu Editores. (Obra original publicada em 1916-1917).

Freud, S. (1992b). 23ª conferencia: Los caminos de la formación de síntoma. In S. Freud. Obras completas. Vol. 13. Buenos Aires: Amorrortu Editores. (Obra original publicada em 1916-1917).

Freud, S. (1992). Más allá del principio de placer. In S. Freud. In s. Freud. Obras completas. Vol. 18. Buenos Aires: Amorrortu Editores. (Obra original publicada em 1920).

Freud, S. (1992). El yo e el ello. In s. Freud. Obras completas. Vol. 19. Buenos Aires: Amorrortu Editores. (Obra original publicada em 1923).

Freud, S. (1992). El problema economico del masoquismo. Vol. 19. Buenos Aires: Amorrortu Editores. (Obra original publicada em 1924).

Freud, S. (1992). Inhibición, síntoma e angustia. In S. Freud. In s. Freud. Obras completas. Vol. 20. Buenos Aires: Amorrortu Editores. (Obra original publicada em 1925-1926).

Forbes, J. (2012). Inconsciente e responsabilidade no século XXI. São Paulo: Manole, p. 11-39.

Hanns, L. (1999). A teoria pulsional na clínica de Freud. Rio de Janeiro: Imago.

Laplanche, J., Pontalis, J-B. (1992). Vocabulário de psicanálise. São Paulo: Martins Fontes.

Miller, J.A. (2003). The seminar of Barcelona on Die Wege der Symptombildung. Recuperado em 27 de Abril, 2017 de http://londonsociety-nls.org.uk/LibraryLS/Texts-from-the-the-PN/The-Seminar-of-Barcelona-Part-1.pdf

Moreira, J. (2010). Pesquisa em psicanálise na pós-graduação: Diferentes possibilidades. In F. Kyrillos Neto & J. Moreira (2010). (orgs.). Pesquisa em Psicanálise: Transmissão na Universidade. Barbacena: EdUEMG. Recuperado em 27 de Abril, 2017 de http://www.pucminas.br/imagedb/documento/DOC_DSC_NOME_ARQUI20120420165701.pdf?PHPSESSID=ff5ed73f5caf66dee9ca6bed9c8697cb

Roudinesco, E. & Plon, M. (1998). Dicionário de psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Santiago, J. (2001). A droga do toxicômano: uma parceria cínica na era da ciência. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 ISSN 2175-2834