Humanidade Edipiana

Desamparo, Castração e a Neurose Sociedade-Natureza

Autores

  • Reginaldo José de Souza UFFS

Resumo

O ensaio visa apresentar a interpretação da relação Sociedade-Natureza como reelaboração do complexo edipiano e de neuroses na psique. Com apoio de leituras da Psicanálise e da Filosofia, discuto o sentimento de continuação ou descontinuação humana com a Natureza, problematizando os impactos da interdição dos desejos instintuais entre as pulsões eróticas e destrutivas do Ser Humano. Apresento duas possíveis interpretações sobre a neurose desencadeada no superego coletivo com as relações transferenciais das figuras materna e paterna: a Natureza-Mãe e a Natureza-Pai. Analiso alguns exemplos derivados dos traumas de castração na sociedade contemporânea: o medo da Natureza e o medo da morte. Por fim, sinalizo a necessária continuidade de pesquisas sobre as derivações edipianas da relação Sociedade-Natureza, com vistas a relacionar Geografia e Psicanálise para entender as neuroses humanas no mundo e no tempo em que vivemos.

Publicado

2022-04-01

Edição

Seção

Freud: ensaios sobre psicanálise